• 11 4641 - 3900
  • galvalle@galvalle.com.br
Os usuários podem e devem credenciar a empresa galvanizadora, certificando-se de que ela está habilitada a beneficiar materias de sua propriedade com a devida responsabilidade.
A galvanização à fogo, também chamada de "zincagem por imersão à quente", consiste em revestir peças de aço e ferro com zinco para protegê-las da corrosão. .

O processo da galvanização à fogo se dá quando as peças são imersas a uma temperatura de 460°C, depois que elas foram devidamente preparadas (desengraxe, decapagem, fluxagem e lavagem). No forno, o zinco (Zn) se deposita na superfície da peça por meio de uma ligação Ferro-Zinco e do elemento zinco. As propriedades físicas e químicas do zinco e dessa liga vão proteger a peça das agressões do ambiente e evitar ferrugem. Uma peça galvanizada é protegida por cerca de vinte anos. Se for em área rural, onde as agressões ambientais são menores, pode chegar a 25 anos.

DURABILIDADE - Nenhum outro processo confere ao produto a mesma resistência, tanto às ações do meio ambiente, quanto à manipulação, transporte, estocagem e instalação.
CONFIABILIDADE - A espessura do revestimento é uniforme, podendo ser facilmente inspecionada através de equipamento magnético ou testes não destrutivos.
MENOR CUSTO DE MANUTENÇÃO - O revestimento de zinco, formado pela Galvanização a Fogo, protege definitivamente o aço, evitando assim qualquer tipo de manutenção.
VERSATILIDADE - É aplicada nos mais diversos segmentos, como estruturas metálicas, torres de alta tensão, telecomunicação, construção civil, industrial e residencial, iluminação, proteção rodoviária, indústria automobilistica e outros.
BELEZA - A Galvanização a Fogo tem, por si só, uma tonalidade prata uniforme, que vai bem em qualquer ambiente. Ela não sofre alterações em função das condições atmosféricas, no entanto, é possível agregar a ela qualquer pintura, caso haja especificação para isso.